Regulação e queda de preços devem impulsionar uso de baterias residenciais

Imagem: FreePik
Compartilhe:
Publicidade

Mercado de baterias já cresce rapidamente em países de economia avançada, trazendo mais segurança e economia para consumidores com energia solar

O uso de baterias residenciais em conjunto com sistemas de energia solar deverá se tornar cada vez mais vantajoso e economicamente viável nos próximos anos, em razão de redução de preços e mudanças regulatórias. Esse mercado já ganha tração em países de economia avançada, trazendo maior segurança de fornecimento e economia para os consumidores.

O armazenamento de energia permite o deslocar o consumo da energia solar gerada durante o dia para a noite, também reduzindo a demanda da rede elétrica. Grandes sistemas podem operar de forma centralizada, fornecendo apoio ao sistema elétrico e permitindo a maior penetração de fontes renováveis.

No nível residencial, uma bateria instalada em conjunto com painéis solares carrega durante o dia e abastece o imóvel durante a noite, quando normalmente há mais pessoas em casa e o consumo é maior.

Essa dinâmica também poderá trazer mais estabilidade ao fornecimento de energia da rede elétrica e aos preços de energia, evitando a chamada “curva do pato”, um desequilíbrio de tempo entre o pico da demanda e da geração que ocorre em locais com alta penetração de geração solar.

Esse tipo de instalação permite que o consumidor fique protegido de apagões, com a energia solar operando off-grid, e economizem ainda mais com a conta de luz, reduzindo o uso da eletricidade fornecida pela distribuidora até mesmo durante a noite.

Imagem: FreePik

Crescimento global

O uso de baterias residenciais está crescendo rapidamente em países de economia avançada. Conforme análise da Bloomberg New Energy Finance (BNEF) em 2023, cerca de 70% dos sistemas fotovoltaicos residenciais na Alemanha e Itália, além de 20% na Austrália e 13% nos Estados Unidos, contavam com armazenamento em conjunto.

A capacidade instalada global acumulada deverá atingir 34 GWh ao final do ano, dos quais 12 GWh terão sido instalados apenas em 2023. A BNEF acredita que esse mercado poderá ganhar escala com incentivos regulatórios e econômicos.

Descontos para remunerar a rede no sistema de compensação de créditos de energia, a exemplo do que foi recentemente introduzido no Brasil com a Lei 14.300, tornam mais atrativo o uso de baterias, já que a energia armazenada para consumo próprio não é injetada na rede elétrica e nem sujeita aos descontos.

Publicidade

Em entrevista concedida ao Portal Solar, o gerente comercial de armazenamento de energia da Baterias Moura, Adalberto Moreira, destacou esse cenário. “O consumidor poderá chegar em casa no final do dia e utilizar a energia armazenada sem precisar usar a rede elétrica. Isso nos traz uma perspectiva de crescimento do mercado de armazenamento, porque já está fazendo sentido econômico”

Outro ponto que permitirá um maior desenvolvimento desse mercado é uma gama mais ampla de produtos para diferentes perfis de consumidores, trazendo equipamentos de entrada e o atendimento mais personalizada da demanda de energia.


Banner Kit Gerador Solar

Queda preços

O principal fator que permitirá o avanço desse segmento é o econômico. Assim como ocorreu com a energia solar, preços mais acessíveis ampliarão o mercado consumidor interessado na aquisição de sistemas de armazenamento. Conforme a BNEF, uma trajetória de redução de custos está em andamento.

Após uma alta registrada em 2022, os preços de baterias voltaram a cair nesse ano. Os conjuntos de bateria lítio apresentaram uma redução de 14% para uma mínima recorde de US$ 139/kWh. O cenário foi causado por queda de custos de matéria-prima e componentes, com a expansão da capacidade instalada e demanda inferior as expectativas da indústria.

A análise indica que a demanda por baterias nos segmentos de veículos elétricos e sistemas estacionários deverão crescer 53% esse ano, atingindo 950 GWh em 2023. Apesar disso, grandes fabricantes reportaram menor índice de utilização de capacidade de suas plantas.

Para 2024, a BNEF espera nova queda de preços dos conjuntos de baterias, atingindo US$ 133/kWh. Inovação tecnológica e desenvolvimentos no processo de fabricação devem impulsionar essa redução ainda mais nos próximos anos, chegando a US$ 80/kWh em 2030.

Quer saber quanto custa instalar seu
Sistema Solar?

Vamos precisar coletar algumas informações básicas, preencha os dados abaixo para nossos Epecialistas dimensionar sua Usina Solar sem compromisso com economia de até 95%.
"Sem compromisso, totalmente GRATUITO"

Fonte: https://www.portalsolar.com.br/noticias/tecnologia/armazenamento/queda-de-precos-e-regulacao-devem-impulsionar-uso-de-baterias-residenciais

Publicidade

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ASSINE NOSSO INFORMATIVO

Inscreva-se para receber conteúdo exclusivo em seu e-mail, todas as semanas.

Não fazemos spam! Leia nossa política de privacidade para mais informações.

Comunidade Energia Limpa Whatsapp.

Participe da nossa comunidade sustentável de energia limpa. E receba na palma da mão as notícias do mercado solar e também nossas soluções energéticas para economizar na conta de luz. ⚡☀

ASSINE NOSSO INFORMATIVO

Inscreva-se para receber conteúdo exclusivo em seu e-mail, todas as semanas.

Não fazemos spam! Leia nossa política de privacidade para mais informações.

RSS
Facebook
Instagram
YouTube