Valor médio do watt-pico cai pelo 4º trimestre consecutivo no Brasil

Compartilhe:
Publicidade

Dados da Solfácil apontam que o valor registrado de R$ 4,22 Wp representa queda de 4% frente ao 3º trimestre de 2022

Dados do Radar Solfácil mostram que o preço médio do watt-pico (Wp) apresentou queda pelo 4º trimestre consecutivo. Em sua 6ª edição, o indicador reúne informações de projetos de energia solar que somam o montante de mais de R$ 15 bilhões, entre consultas e financiamentos realizados, com o objetivo de oferecer suporte aos integradores na melhor precificação.

Com o menor valor desde o começo do levantamento realizado pela Solfácil, o preço médio da energia fotovoltaica atingiu R$ 4,22 Wp no quarto trimestre de 2022, o que significa uma queda de 4% em relação ao período anterior.

“O nível recorde de potência instalada alcançado recentemente colocou a solar como a segunda fonte mais importante da nossa matriz”, comentou Francisco Simon, VP de Vendas e Marketing da Solfácil.

“O desenvolvimento da modalidade trouxe benefícios para toda cadeia, com as instituições financeiras oferecendo novas linhas de financiamento, maior número de integradores especializados e distribuidores buscando melhorar os níveis de serviços. É todo esse cenário que explica a redução na maioria dos estados”, relatou.

Segundo a ANEEL (Agência Nacional de Energia Elétrica), os estados de São Paulo, Minas Gerais, Rio Grande do Sul, Bahia e Paraná são os que mais geraram conexões no país em 2022.

Publicidade

Entre essas regiões, os dados apontaram que a cidade de Presidente Prudente, interior de São Paulo, apresenta o preço médio mais baixo do ranking (R$ 3,63) com uma diferença para a segunda colocada (Rondonópolis-MT) de R$/Wp 0,18.

Embora a maior queda tenha ocorrido no Sudeste (-5%), a pesquisa indicou que a região com o preço médio mais baixo é a Centro-Oeste, que atingiu em R$/Wp 4,07.

Ainda pelo estudo, a região Norte tem preços acima de R$/Wp 5,00 na menor potência. Os valores tendem a cair conforme o aumento da faixa de potência, mesmo na região mais cara do Brasil, em que os projetos ficam abaixo de R$/Wp 3,50 na faixa acima de 15 kWp.

Dentro dos mais de 4 mil municípios com conexões divulgadas pela ANEEL, metade das dez cidades mais caras do país estão no Pará, incluindo as duas que apresentam o maior preço médio no ranking (Castanhal e Ananindeua). A diferença para o primeiro colocado de outro estado (Cáceres, MT) é de até R$/Wp 0,11.

Fonte: https://canalsolar.com.br/preco-medio-do-watt-pico-no-brasil-cai-pelo-4o-trimestre-consecutivo/

QUER GERAR SUA PRÓPRIA ENERGIA?

Solicite aqui conosco uma análise do seu consumo, que iremos com maior prazer lhe passar todos os detalhes do benefício e como iniciar de forma simples e prática e redução da sua conta de energia.

EU QUERO

SEU KIT GERADOR SOLAR

Primeiramente vamos cadastrar seu contato, preencha os dados abaixo para nossos Epecialistas dimensionar sua Usina Solar sem compromisso com economia de até 95%.
"Sem compromisso, totalmente GRATUITO"

Publicidade

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ASSINE NOSSO INFORMATIVO

Inscreva-se para receber conteúdo exclusivo em seu e-mail, todas as semanas.

Não fazemos spam! Leia nossa política de privacidade para mais informações.

Comunidade Energia Limpa Whatsapp.

Participe da nossa comunidade sustentável de energia limpa. E receba na palma da mão as notícias do mercado solar e também nossas soluções energéticas para economizar na conta de luz. ⚡☀

ASSINE NOSSO INFORMATIVO

Inscreva-se para receber conteúdo exclusivo em seu e-mail, todas as semanas.

Não fazemos spam! Leia nossa política de privacidade para mais informações.

RSS
Facebook
Instagram
YouTube