Mercado de carros eletrificados deve ser 20% maior em 2024

Mercado de veículos eletrificados deve ser 20_ maior em 2024
Estudo mostra que, em 2024, a cada 5 veículos vendidos no mundo, um será elétrico ou híbrido plug-in. Foto: Divulgação/Freepik
Compartilhe:
Fim da Publicidade

Segundo estudo realizado pela Agência Internacional de Energia (AIE), 1 em cada 5 veículos vendidos no mundo será eletrificado

As vendas de veículos elétricos e híbridos plug-in devem atingir a marca de 17 milhões de unidades até o fim de 2024, de acordo com estudo realizado pela Agência Internacional de Energia (AIE). Esse número representa um aumento de 20%, com relação a 2023. 

O primeiro trimestre mostra esse crescimento acelerado dos veículos eletrificados, superando as vendas do mesmo período de 2023 em cerca de 25%, atingindo mais de 3 milhões, sendo 1,9 milhão vendidos apenas na China. Em comparação com anos anteriores, o primeiro trimestre de 2024 representa o mesmo número de vendas anual de 2020

Além da China, outros mercados lideram as vendas de carros eletrificados, como Estados Unidos e Europa. Em 2023, os três juntos representaram cerca de 95% de todas as vendas mundiais.

Mesmo “partindo de uma base baixa”, como aponta o relatório, os mercados emergentes — Brasil, Colômbia, México, Índia, Tailândia, entre outros — também estão em crescimento acelerado, entretanto, representam apenas 5% de todo o mercado de veículos elétricos e híbridos plug-in.

Foto: Divulgação/Freepik

Brasil impulsionado por montadoras chinesas

No Brasil, em 2023, os registros de carros elétricos quase triplicaram em relação ao ano anterior, para mais de 50 mil, uma participação de mercado de 3%. O crescimento no Brasil foi sustentado pela entrada de montadoras chinesas, como a BYD com seus modelos SongDolphin e Dolphin Mini, e a GWM com o Haval H6. Todos esses modelos estão entre os mais vendidos do Brasil no primeiro trimestre de 2024.

FIM PUBLICIDADE

O estudo também aponta que a eletrificação do transporte rodoviário no Brasil poderia trazer benefícios climáticos significativos, dada a matriz energética nacional, em grande parte de baixas emissões, bem como reduzir a poluição atmosférica local. Entretanto, o próprio relatório mostrou que a eletrificação no país é lenta, muito por conta dos incentivos e priorização nacional de combustíveis à base de etanol.

Apesar da lentidão, o Programa Mobilidade Verde e Inovação (Mover) que oferece incentivos fiscais para empresas desenvolverem e fabricarem tecnologia de transporte de baixas emissões, deve aumentar a produção de veículos elétricos e híbridos plug-in no Brasil e acelerar o crescimento do setor nos próximos anos.


Energia Solar Compartilhada sem investimentos ou obras!

Quer começar a
economizar agora?

Insira seus dados abaixo que a nossa equipe entra em contato e cuida do restante.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Área de comentários

Seus comentários são moderados para serem aprovados ou não!
Alguns termos não são aceitos: Palavras de baixo calão, ofensas de qualquer natureza e proselitismo político.

Os comentários e atividades são vistos por MILHÕES DE PESSOAS, então aproveite esta janela de oportunidades e faça sua contribuição de forma construtiva.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ASSINE NOSSO INFORMATIVO

Inscreva-se para receber conteúdo exclusivo em seu e-mail, todas as semanas.

Não fazemos spam! Leia nossa política de privacidade para mais informações.

Comunidade Energia Limpa Whatsapp.

Participe da nossa comunidade sustentável de energia limpa. E receba na palma da mão as notícias do mercado solar e também nossas soluções energéticas para economizar na conta de luz. ⚡☀

ASSINE NOSSO INFORMATIVO

Inscreva-se para receber conteúdo exclusivo em seu e-mail, todas as semanas.

Não fazemos spam! Leia nossa política de privacidade para mais informações.

Siga a gente