Queda de juros eleva procura por financiamento de energia solar

Queda de juros eleva procura por financiamento de energia solar
Imagem: Freepik
Compartilhe:
Fim da Publicidade

Volume de simulações na plataforma Meu Financiamento Solar cresceu 20% entre novembro e outubro; Banco Central indica condições mais favoráveis ao crédito em 2024

Aqueda da taxa básica de juros (Selic) tem impulsionado a procura por financiamento de energia solar no Brasil, mostra levantamento do Meu Financiamento Solar. Conforme a fintech, o volume de simulações de crédito cresceu 20% entre novembro e outubro de 2023. Expectativa é que o aumento da confiança dos consumidores possa acelerar o volume de instalações de sistemas fotovoltaicos em residência e empresas em 2024.

“Com a última redução da Selic, o setor solar deve entrar em nova onda de otimismo e crescimento, já que o cenário de queda da taxa de juros resulta em mais facilidade de contratação de financiamento pelos clientes, além de reduzir do tempo de retorno do investimento”, destacou a diretora do Meu Financiamento Solar, Carolina Reis.

Entre setembro e janeiro, o Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central do Brasil promoveu quatro reduções na Selic, que caiu de 13,75% para 11,25% no período. Os cortes são justificados principalmente em razão da trajetória de queda da inflação no país. A mais recente projeção do Relatório Focus, divulgado pelo Banco Central em 09 de fevereiro, estima que a Selic deverá encerrar o ano em 9%.

linhas de financiamento e credito para energia solar
Imagem: Divulgação
FIM PUBLICIDADE

Em dezembro, durante o Encontro Nacional Absolar, realizado em São Paulo (SP), o CEO da Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (Absolar), Rodrigo Sauaia, explicou que a alta de juros e a restrição de crédito são fatores de grande impacto para o mercado de geração distribuída (GD), segmento que permite que consumidores produzam a própria eletricidade por meio de placas solares.

Na ocasião, o dirigente avaliou positivamente a continuidade da redução da taxa básica de juros. “Isso vai influenciar o barateamento do custo de crédito e de capital. Sabemos que o setor solar depende do financiamento. As pessoas não compram energia solar à vista.”

Condições mais favoráveis

A pesquisa trimestral de condições de crédito, publicada pelo Banco Central na última quinta-feira (15/02), indicou cenário mais favorável para todos os segmentos no primeiro trimestre de 2024, incluindo linhas de consumo para pessoas físicas.

A análise indica melhora na percepção sobre o nível de comprometimento de renda do consumidor, o nível de emprego/condições salariais, a inadimplência e a tolerância ao risco. Também existe expectativa de redução na inadimplência do segmento pessoa física em reação ao quarto trimestre de 2023.

Quer saber quanto custa instalar seu
Sistema Solar?

Vamos precisar coletar algumas informações básicas, preencha os dados abaixo para nossos Epecialistas dimensionar sua Usina Solar sem compromisso com economia de até 95%.
"Sem compromisso, totalmente GRATUITO"

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Área de comentários

Seus comentários são moderados para serem aprovados ou não!
Alguns termos não são aceitos: Palavras de baixo calão, ofensas de qualquer natureza e proselitismo político.

Os comentários e atividades são vistos por MILHÕES DE PESSOAS, então aproveite esta janela de oportunidades e faça sua contribuição de forma construtiva.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ASSINE NOSSO INFORMATIVO

Inscreva-se para receber conteúdo exclusivo em seu e-mail, todas as semanas.

Não fazemos spam! Leia nossa política de privacidade para mais informações.

Comunidade Energia Limpa Whatsapp.

Participe da nossa comunidade sustentável de energia limpa. E receba na palma da mão as notícias do mercado solar e também nossas soluções energéticas para economizar na conta de luz. ⚡☀

ASSINE NOSSO INFORMATIVO

Inscreva-se para receber conteúdo exclusivo em seu e-mail, todas as semanas.

Não fazemos spam! Leia nossa política de privacidade para mais informações.

RSS
Facebook
Instagram
YouTube