Mercado de franquias cresce 17,2% no 1º trimestre de 2023

Compartilhe:
Fim da Publicidade

Segundo pesquisa da ABF, o bom desempenho foi impulsionado pela recuperação do turismo e pelo aumento da demanda por serviços

Microfranquia iGreen Energy

O faturamento nominal do mercado de franquias registrou um crescimento de 17,2% no primeiro trimestre de 2023, em comparação com o mesmo período do ano passado, de acordo com a Pesquisa Trimestral de Desempenho do Franchising realizada pela Associação Brasileira de Franchising (ABF). A receita passou de R$ 43,380 bilhões para R$ 50,854 bilhões. 

O estudo apontou que os 12 segmentos elencados tiveram crescimento, com destaque para o setor de hotelaria e turismo – com um faturamento 37,5% -, saúde, beleza e bem-estar – com alta de 27% – e alimentação food service – com uma elevação de 21,2%. 

Dentre os fatores que contribuíram para este desempenho, estão a retomada mais forte das atividades presenciais (principalmente viagens, eventos e confraternizações), o forte arrefecimento da pandemia, a demanda por serviços e a recuperação mais prolongada de turismo e hotelaria. 

Além disso, o setor de limpeza e conservação classificou-se na sequência, com um faturamento de 19,2%, o maior comparado ao primeiro trimestre de 2022, e alimentação – comercialização e distribuição, cuja receita cresceu 18,6%. 

“Esse crescimento superior a 17% é a melhor performance já registrada em um primeiro trimestre do ano, marcando mais uma vez trajetória de recuperação do setor de franquias, já pontuada nos estudos anteriores. Ficam sinalizados também os avanços dos players do setor com mais investimentos na digitalização dos negócios, omnicanalidade, em fazer mais com menos, mantendo ganhos de escala, entre outros fatores”, comentou o presidente da ABF, Tom Moreira Leite. 

Mas alguns desafios se mantêm, como um mercado mais competitivo e instável, com um consumidor mais exigente, a recuperação do tíquete médio, impactado pelos descontos para manutenção da demanda ao longo da pandemia, além dos reflexos das incertezas no campo macroeconômico, a inflação e juros em níveis elevados e a histórica dificuldade na obtenção de crédito”, completou.

Operações em rua predominam e em shoppings voltam a crescer

A pesquisa da ABF indicou também uma predominância das operações de franquias em ruas, com um pouco mais da metade delas neste formato. Segundo o levantamento, houve uma ligeira alta da participação desses pontos de venda (PDVs) no período analisado, passando de 51,7% para 52,0%. As operações em shopping centers vêm em segundo lugar, também com uma alta, de 20,0% para 22,2%. 

FIM PUBLICIDADE

Outros formatos apresentaram maiores variações quanto à localização das franquias: Supermercados/Galerias, que saltaram de 2,6% para 4,2%; Terminais de Transporte, de 0,9% para 2,0%; Strip Mall, de 0,4% para 1,7%, e Virtual, de 0,8% para 2,7% – estes dois últimos tipos de localização, aliás, foram analisados pelo segundo ano consecutivo. 

Já as operações Home Based tiveram um decréscimo na participação em relação aos demais formatos, passando de 14,8% para 10,1%, como um possível reflexo do término do isolamento social.

As unidades localizadas em pontos comerciais menos tradicionais, classificados como “Outros” (Prédios comerciais, Postos de combustível – Conveniência –, Condomínios residenciais, Store in Store, Hospitais e Clubes esportivos) também apresentaram uma redução na participação no período pesquisado, passando de 8,7% para 5,2%.   

Perfil dos novos franqueados 

O estudo traçou pela segunda vez o perfil dos novos franqueados (de acordo com a percepção dos franqueadores). “Empresário procurando novas oportunidades” permanece liderando e cresceu, com participação de 34,9% ante 29,0% no primeiro trimestre do ano passado. O perfil de “Investidor” manteve-se estável, passando de 17,8% para 17,9%.

Já os grupos de empreendedores que buscam uma franquia “Como opção de carreira”, “Complemento de renda ou vendas” e “Alternativa de ocupação ou vendas” tiveram um decréscimo, com proporções similares, possivelmente um reflexo da recuperação da taxa de emprego e a atividade econômica de forma geral. Já o perfil de “Aposentado” teve uma alta de 1,6% para 2,3%. 

Fonte:https://www.portalsolar.com.br/noticias/negocios/empresas/mercado-de-franquias-cresce-17-2-no-1o-trimestre-de-2023

A Melhor Plataforma de Energia Solar do Brasil

Seja um Consultor Energy e fature acima de R$150 mil por mês!
Empreenda em um dos setores que mais cresce no Brasil, com baixo risco e alta lucratividade. Saiba mais.

Chegou a sua oportunidade Lucrativa!

Vamos entrar em contato, mas antes preencha os dados abaixo para ter acesso ao nosso Sistema e receba sem compromisso nosso material exclusivo de como ganhar dinheiro com o SOL.
"Construa seu Patrimônio Recorrente!"


CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Área de comentários

Seus comentários são moderados para serem aprovados ou não!
Alguns termos não são aceitos: Palavras de baixo calão, ofensas de qualquer natureza e proselitismo político.

Os comentários e atividades são vistos por MILHÕES DE PESSOAS, então aproveite esta janela de oportunidades e faça sua contribuição de forma construtiva.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ASSINE NOSSO INFORMATIVO

Inscreva-se para receber conteúdo exclusivo em seu e-mail, todas as semanas.

Não fazemos spam! Leia nossa política de privacidade para mais informações.

Comunidade Energia Limpa Whatsapp.

Participe da nossa comunidade sustentável de energia limpa. E receba na palma da mão as notícias do mercado solar e também nossas soluções energéticas para economizar na conta de luz. ⚡☀

ASSINE NOSSO INFORMATIVO

Inscreva-se para receber conteúdo exclusivo em seu e-mail, todas as semanas.

Não fazemos spam! Leia nossa política de privacidade para mais informações.

RSS
Facebook
Instagram
YouTube